Calar mais uma vez? Jamais! – Stop PIPA/SOPA

Publicado: 22/01/2012 em Uncategorized

Olá pessoal!

Olha, quanto tempo que não passo por aqui! Estava com saudades, estou vendo as estatísticas do blog caindo… Caindo… Também, sem conteúdo é complicado, mas enfim, estou voltando, com novidades!

Gosto de escrever noticias mas também gosto de escrever textos pessoais, então criei um blog novo, clique aqui para ir ao Flores Pela Lua, afinal, eu sou cultura também! xD

Bem pessoal, hoje entro num assunto que está dando o que falar – Claro, tudo que tem Estados Unidos no meio, dá o que falar, sempre – Bem, dessa vez, o Congresso Americano quer simplesmente acabar com a Internet, sim, eu generalizo sim, eles querem acabar com a Internet, desativar sites como Megaupload, 4Shared, Rapidshare, entre outros. Eles dizem que estão tentando acabar com a pirataria digital, sites de downloads de vários arquivos e extensões e tudo mais, OK, então vamos lá.

Claro, toda ação tem sua reação, eu só discordo da parte que diz sobre força e intensidade. Às vezes quando se luta muito, a reação é maior do que a ação e pelo visto, é o que vem acontecendo.

Só pra ficarem melhor por dentro do assunto:

SOPA: Vem do inglês “Stop Online Piracy Act”, que significa Pare Com Atos de Pirataria Online, é um projeto que visa punir quem postar na Internet mais de 10 arquivos considerados ‘piratas’ em menos de 6 meses, condenando o tal infrator com uma pena de até 5 anos de cadeia.

PIPA: Vem do inglês “Protect IP Act”, que significa Ato de Proteger IP (Intelectual Propriety – Propriedade Intelectual). Esse projeto simplesmente visa acabar com a pirataria do que chamamos de propriedade intelectual, músicas, vídeos, livros, seriados, dentre outras coisas que baixamos pela internet.

Eu, na minha visão, sinceramente, sou dividido entre o assunto, pelo seguinte motivo:

Todos estão previsto em lei nos códigos penais, ou seja, desde muito tempo, compartilhar arquivos na grande rede é considerado crime. Bem, pra que entendam melhor, eu desconheço qualquer lei que diz isso, eu tenho conhecimento sobre uma lei que pune quem compra um CD, por exemplo, e faz a rippagem dele pro seu computador e joga todos os arquivos digitais criados para sites, programas de compartimento P2P, isso fere a lei de Copyright, que seria a lei de cópia controlada, por mais que você esteja pagando pelo CD, você tem direito sobre aquele disco, digamos que você apenas tem o direito de comprar pra si só, nada de dividir. E quando você faz isso, você se torna um ‘marginal’, e quem faz o download dessas músicas, ou seja, Deus e o mundo, está cometendo o que chamamos de crime de receptação. Bem, eu li bastante sobre o assunto e foi essa a interpretação que tive. [Espero que esteja certa, xD] – Isso foi uma interpretação racional sobre o assunto.

Agora, com um olhar mais crítico e humano do assunto, eu sinceramente acho isso uma verdadeira palhaçada. Sigam a linha do meu raciocínio: produtos e mais produtos são exportados dos EUA para o Brasil, e esses produtos chegam aqui a preços absurdos, como por exemplo, um dos videogames mais conhecidos mundialmente, lançamento da Sony (Que é uma que apóia PIPA/SOPA), o conhecido PlayStation 3, ou PS3 pros mais íntimos, que seja, ele simplesmente chegou aqui por nada mais que 3000 reais, enquanto nos EUA, ele saía abaixo do valor em Real, devia estar saindo por volta dos, no máximo, 1000 dólares, o que deve valer lá pelos 2000 mil reais, ou seja, eu nem preciso mostrar tamanha diferença. Bem, continuando a linha do raciocínio, só compra quem tem dinheiro, né? Quem tem condições financeiras favoráveis, agora, quem é desfavorecido não pode usufruir de bens materiais porque são caros o bastante para impedi-los de comprar? Mas eu não preciso nem chegar tão longe, filmes em DVD, Blu-Ray, ou até mesmo jogos para as plataformas PS2 e PS3 saem caríssimos, aqui por volta de 200 reais, lá, em torno de 90. E toco novamente no assunto de músicas, CD’s no Brasil por um preço absurdamente caro, eu, por exemplo, só fui comprar o CD “Infinity on High” da banda Fall Out Boy uns três anos depois de seu lançamento. Porque quando quis comprar, ele saía a 70 reais, passado um tempo, eu cheguei até a esquecer que esse CD existia, depois de muito tempo, muito tempo mesmo, talvez até mais do que os três anos que estimei, eu consegui achar o CD novamente, mas eu não tive nem a intenção de caçá-lo, eu simplesmente achei ele na sessão de música, peguei, li suas músicas atrás, havia músicas que eu conhecia e outras que eu desconhecia, dane-se, peguei e fui ao caixa pagar, ele estava saindo a 10 reais mesmo. [Ah, é um ótimo CD.]

E, por incrível que pareça, isso não é nenhuma mentira, e eu sinceramente achava isso antes de ler essa noticia. Uma pesquisa foi feita com 1000 pessoas no EUA, com idade entre 16-50 anos, todas com acesso à internet, foi comprovado quê: 10% dessas pessoas disseram que fazem download de músicas no computador, e os outros 90% só compram originais – Pra mim isso é história pra boi dormir, mas levando em consideração que isso seja um fato – Foi perguntado também quanto cada um gasta com músicas anualmente, entre os 90% que gastam com músicas, foi verificado que tiram do bolso por volta dos 128 reais, enquanto os que baixam músicas da internet, gastam em torno de 223 reais, agora, ME EXPLICA ISSO?!

Eu tenho, talvez, uma explicação plausível pra tal coisa, pelos eu, só compro um CD quando me certifico de que irei aproveitar pelo menos 70% dele, por exemplo, no CD do Fall Out Boy tem apenas três ou quatro músicas que não ouço, e no recém-‘downlodeado’ “21” da cantora Adele, eu ouço praticamente todas as músicas, exceto duas, ou seja, eu irei comprar esse álbum e também o CD + DVD “Live at The Royal Albert Hall” que eu pude assistir a apresentação de “Turning Tables” no YouTube e simplesmente amei, ou seja, é mais uma certificação.

E por outro lado, estaríamos deixando de propagar cultura, seja musical, áudio-visual, jogos, enfim e afins. Tirando dos menos favorecidos o direito de estarem compartilhando cultura. Ah, outro ponto é o seguinte: Adoro animes, aqueles desenhos animados japoneses, mas aqui no Brasil não se vende original, só os mais conhecidos com preços relativamente caros comparado a quantidade de episódios, enquanto eu pago 50 reais no “Naruto” da PlayArte com abertura modificada e cada DVD com por volta de 5 episódios, eu posso pagar 10 reais em qualquer lugar por um DVD pirata, lógico, mas com qualidade boa, não é nenhum HD mas é uma qualidade que dá pra assistir sem problemas e com 13 episódios cada DVD e com aberturas, dublagem original e legendas feitas pelo chamados fansubbers. Outra é, nos DVDs originais eu não encontro qualquer título, que eu me lembre são só “Cavalheiros do Zodíaco” e “Naruto”, enquanto nos piratas eu encontro “Death Note”, “Darker Than Black”, entre outros títulos mais interessantes. E ainda assim, mesmo importando, achei o Box completo de “Darker Than Black” a um preço que eu não me recordo qual, mas seria exportado do Japão, mas me explica, pra que eu vou adquirir um produto no qual não será rodado no meu aparelho de DVD por conta da Região diferente, acredito que a do Brasil seja a 4 e a do Japão seja 3, ou 2, sei lá, eu até poderia relevar essa informação, visto que o meu aparelho de DVD pode ser desbloqueado pra todas as regiões (Mas e quem não tem isso?), agora a outra informação que não me levaria a comprar o tal Box é: Eu não vou entender nada, o DVD provavelmente é distribuído com áudio em japonês, coreano e chinês, com legendas nas mesmas línguas apenas incluindo o inglês, eu até relevaria, se meu inglês fosse algo tão afiado, eu até conseguiria traduzir mas teria de ficar dando pause toda hora pra ficar traduzindo, mas e aí? E quem não sabe nada de inglês?

Enfim, pra finalizar, gostaria que soubessem que SOU TOTALMENTE CONTRA! Tá louco? Acha mesmo que eu vou dar 600 reais no Windows 7 Ultimate sendo que posso baixar o mesmo e levando só umas 1 hora? Não to jogando dinheiro fora não, e acredito que não é todo mundo que está jogando.

Valeu pessoal,
Por hora é só!

DanielRibeiro’

Anúncios
comentários
  1. Brisa Losque disse:

    Eu não acho que a intenção seja ruim, mas de boas intenções o inferno está cheio xD
    Eles deveriam estudar com mais cuidado um projeto de lei com abrangência mundial. . .
    Eu imagino quantos milhões as empresas perdem por culpa da pirataria, me pergunto “se esse dinheiro não tivesse ido para o ralo, será que os preços cairiam?”, é, eu sei que a resposta é negativa, ninguém precisa me dizer isso.
    A minha opinião está super dividida, eu faço downloads praticamente todos os dias, não sei o que é “viver sem conteúdo”, e para mim, sendo aprovadas tais leis, é isso que vai acontecer, a internet tornar-se-á um lugar vazio, sem conteúdo.
    Eu entendo os motivos, seria hipocrisia dizer que eles não existem, mas falta cautela, cuidado, e principalmente, bom senso.
    As mesmas empresas que perdem milhões não vendendo jogos/filmes perderão os mesmos milhões por não ter um produto conhecido, divulgado, aclamado -ou não- pelos usuários da grande rede e também continuarão perdendo por chegarem à países com impostos tão altos quanto o Brasil, com preços exorbitantes.
    É muito complicado \:

    Mas fora isso, gostei do teu post, Daniel, você escreve bem, de forma simples e dinâmica (:
    Curti curti (y)
    xD

    • Obrigado Bri!

      Como eu escrevi no post, também fico dividido quanto a isso, mas eu vejo que as industrias não perdem tanto, não digo que não perdem, mas não perdem tanto assim, como eu disse também no post, os mesmos 10% que baixa músicas da internet, gastam muito mais com música do que os próprios 90% que só gastam com música. E eu acho um verdadeiro absurdo ter que pagar 70 reais num CD importado, é desaforo demais da conta. Outra é a situação dos animes que eu citei, você mais que ninguém [Né dona Brisa?? kkkkkk’] sabe como é que funciona, você prefere dá 50 pratas num DVD do Naruto só porque é da PlayArte e que vem com 5 episódios ou dá 10 pratas num DVD que vende ali no Shinta e assistir 13 episódios? É bastante complicado cara, muito. Mas, de verdade, vendo pelo lado de que esse pessoal, desculpe o termo mas, só vive fodendo a gente, vamos foder eles também e tá tudo certo!

      Valeu Bri!
      Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s